Benefícios da batata-doce para quem pratica exercícios

Compartilhe!

A batata-doce é um tubérculo rico em fibras e carboidratos complexos. Esse carboidrato caracteriza-se por ser um amido resistente à ação de enzimas digestivas e por apresentar atividade fisiológica similar às fibras: aumenta o bolo fecal, oferece proteção contra o câncer de cólon, melhora a tolerância à glicose e a sensibilidade à insulina, diminui o colesterol plasmático e as concentrações de triglicerídeos, aumenta a saciedade, reduz a gordura corporal e ajuda na prevenção de doenças inflamatórias crônicas, como a artrite reumatoide por ser rica em beta-criptoxantina, carotenoide que exerce ação anti-inflamatória.

Além disso, ela é rica em vitaminas A, C, B6, cobre, potássio, ferro, carotenoides e potássio, nutrientes essenciais para o equilíbrio metabólico do organismo e fortalecimento do sistema imunológico. Por essa razão, o ingrediente é tão frequentemente utilizado na alimentação de quem pratica atividades físicas.

Pensando nisso, a equipe de nutrição do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade de Gramado (RS), respondeu algumas das principais questões no que tange os benefícios da ingestão desse alimento por pessoas que se exercitam.

O que traz de benefício para a vida de um atleta ou praticante de exercício intenso o consumo de batata-doce?

Por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico é lentamente absorvido pelo organismo, proporcionando energia constante durante o exercício físico. Além disso, o carboidrato da batata doce, aumenta os níveis de glicogênio muscular e hepático, melhorando a performance e o desempenho físico.

O consumo de batata doce é realmente importante?

A batata-doce é um carboidrato de baixo índice glicêmico, ou seja, a sua absorção é mais lenta, liberando glicose na corrente sanguínea aos poucos e sem estimular muito o hormônio insulina (responsável pelo aumento da fome e pelo acúmulo de gorduras) e o hormônio da saciedade colecistoquinina (CCK), promovendo assim uma maior saciedade, inibição do apetite, e diminuição dos picos pós-brandiais (após a refeição) de glicose.

De um tempo para cá a batata-doce tornou-se um dos principais alimentos para os atletas e praticantes de exercícios intensos, qual o fator crucial para isso?

A batata-doce possui um alto valor energético e um baixo teor de gordura, o que atrai bastante quem está em busca de um alimento saudável. Além disto, é um alimento rico em minerais como potássio, cálcio, magnésio e as vitaminas A, C e do complexo B, estes nutrientes atuam tanto na contração como na regeneração dos músculos. “Vale ressaltar também que, como a batata doce é rica em carboidratos de digestão lenta, ela libera energia mais lenta e prolongada, o que garante um combustível a mais para um treino mais intenso, constante para os músculos, são degradados em glicose e contribuem para o envio de mais nutrientes para as fibras musculares”, destaca Larissa Larissa Santana, nutricionista do Kurotel – Centro Médico e Spa de Longevidade de Gramado.

Como o baixo índice glicêmico pode contribuir para a saciedade e, também, na prevenção de algumas doenças, como o diabetes do tipo 2?

A batata doce é um carboidrato de baixo índice glicêmico, ou seja, após sua ingestão a glicose é liberada e absorvida mais lentamente na corrente sanguínea, isto faz com que o hormônio insulina (responsável pela fome e pelo aumento da gordura corporal) e o hormônio colecistoquinina (CCK), sejam liberados gradualmente, proporcionando uma maior saciedade, redução do apetite e diminuição dos níveis sanguíneos glicose após as refeições. “Os estudos indicam que a batata-doce é fonte de ácido clorogênico, um polifenol que tem efeitos na diminuição da resistência à insulina e dos níveis sanguíneos de LDL, e aumento dos níveis de HDL, auxiliando na prevenção de doenças como o diabetes tipo 2 e cardiovasculares”, revela a especialista do Kurotel.

É importante consumi-la com a casca? Por quê?

A casca da batata-doce é rica em fibras. As fibras não são digeridas no intestino delgado, mas são fermentadas no cólon em ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) como o acetato, o proprionato e o butirato. E têm como função se ligar a ácidos biliares e prevenir a sua reabsorção hepática, inibindo, assim, a síntese de colesterol. As folhas verdes da batata-doce também merecem destaque por serem ricas em vitaminas do complexo B, betacaroteno, ferro, cálcio, zinco e excelente fonte antioxidantes, principalmente de compostos fenólicos, como as antocianinas e o ácido cafeico. Os antioxidantes apresentam atividade antimutagênica, antidiabética, antibacteriana, anti-inflamatória e anticancerígena.

Pode ser consumida a qualquer hora do dia? Com que frequência?

A batata-doce pode ser consumida em todas as refeições, substituindo os pães, o arroz e o macarrão, porque promove o mesmo tipo de liberação de energia ao organismo.

Há alguma contraindicação para o consumo de batata-doce?

Não há nenhuma contra indicação para o consumo da batata-doce, porque é um alimento com inúmeros benefícios a saúde. Vale lembrar que não devemos exagerar nas quantidades e cuidar a forma do seu modo de preparo, que deve ser preferencialmente cozida, assada, na forma de chips e ou saladas.

Deixe uma resposta

Scroll Up
0