8 dicas essenciais para quem quer estudar nos EUA

Fazer uma graduação nos Estados Unidos é o sonho de muitos jovens brasileiros que estão deixando o Ensino Médio. No entanto, o caminho até a concretização deste sonho é, muitas vezes, burocrático e envolve uma série de dúvidas. Para apoiar os brasileiros que vivem este importante momento de decisão, a Full Sail University dá algumas orientações práticas sobre o caminho das pedras deste processo. A instituição americana, focada na indústria do entretenimento, acaba de inaugurar em São Paulo o seu primeiro Experience Center, voltado à captação de alunos brasileiros.
Confira abaixo algumas orientações importantes para quem pensa em estudar nos Estados Unidos:
1. Critérios
A seleção para ingressar em universidades no exterior é muito diferente do vestibular brasileiro. As instituições valorizam o perfil do aluno, juntamente com seu histórico acadêmico. “O jovem deve falar dos seus sonhos, expectativas e de que forma eles contribuem para sociedade”, orienta Marcos Tartuci, CEO da Full Sail no Brasil.
2. Prazos
Os prazos referentes aos processos de seleção variam de acordo com cada instituição, por isso, é preciso consultar de forma individual quais são as exigências da universidade de interesse. No caso da Full Sail, o processo de seleção fica aberto de forma permanente, pois todos os meses a Instituição inicia novas turmas de graduandos.
3. Formulários de inscrição
Os formulários de inscrição, em geral, solicitam dados cadastrais e informações sobre o desempenho acadêmico do candidato, incluindo notas do colégio e sua posição no ranking da turma, se houver, além de atividades extracurriculares. Na Full Sail, os candidatos também devem fornecer documentação oficial do ensino médio para determinar a equivalência com o ensino norte-americano. Qualquer documentação que não estiver em inglês deve ser acompanhada de uma tradução certificada.
4. Testes de idioma
O objetivo destes testes é demonstrar que a fluência em inglês do candidato é suficiente para estudar em uma instituição com esse idioma. As provas mais comuns são o TOEFL e o IELTS. “Para auxiliar os estudantes a se prepararem nesse sentido, temos na Full Sail o ESL – English as a Second Language, um curso de inglês para todos os níveis, que já inclui o vocabulário específico de cada área em que temos cursos”, explica o CEO brasileiro.
5. Essays
Comuns em universidades americanas, os essays são redações em que o candidato se apresenta e conta um pouco de sua trajetória pessoal. É a oportunidade de o candidato mostrar quem ele é, indo além da avaliação de notas, resultados nos testes e do currículo. O processo de seleção da Full Sail não inclui essa etapa.
6. Cartas de recomendação
Prática pouco usual no Brasil, as cartas de recomendação contribuem para evidenciar o potencial do candidato por meio da opinião dos seus professores e de outras pessoas que o conhecem bem. Também não faz parte do processo seletivo da Full Sail.
7. Entrevista
As entrevistas representam o momento em que o candidato pode reforçar as qualidades que já mostrou nas outras etapas. É importante estudar o perfil da universidade, pois na entrevista há uma avaliação da adequação do perfil do aluno à Instituição. No caso da Full Sail, as entrevistas realizadas no Experience Center, em São Paulo, são feitas em português.
8. Visto
As exigências sobre o visto também podem depender de cada instituição. No caso da Full Sail, é preciso que o candidato obtenha um visto adequado para estudo em tempo integral e que o passaporte seja reconhecido pelos Estados Unidos e válido, no mínimo, por seis meses além da estadia prevista no país. “Os alunos da Full Sail contam com um amplo apoio neste processo do visto, inclusive com revisão da documentação e preparação para a entrevista com o consulado”, lembra Marcos Tartuci.

Mais detalhes sobre o processo de admissão podem ser vistos na página da Full Sail na internet. Para agendar uma visita ou saber mais sobre o Experience Center, em São Paulo, ligue (11) 3057-0806.

One thought on “8 dicas essenciais para quem quer estudar nos EUA

  • 30 de junho de 2017 at 05:56
    Permalink

    It’s appropriate time to make some plans for the future and it is time to be happy. I have read this post and if I could I desire to suggest you few interesting things or tips. Maybe you could write next articles referring to this article. I wish to read even more things about it!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll Up